Últimas Notícias
recent

Governador Camilo Santana diz que leis são frouxas e estimulam impunidade

Citando o caso da morte do policial civil Alisson Mendonça em uma tentativa de assalto, o governador Camilo Santana fez duras críticas ao Código Penal Brasileiro, nesta sexta-feira, 8, na reunião do Comitê de Governança do Pacto por um Ceará Pacífico, no Palácio da Abolição. Para o gestor estadual, as leis são frouxas e permitem que criminosos presos pela Polícia sejam liberados e cometam novos delitos.

Camilo citou o homem envolvido na morte do policial, que trocou tiros com Alisson e morreu no local, para exemplificar a crítica. "Esse cidadão já tinha sido preso várias vezes. Ele tem seis condenações, sendo dois homicídios, e estava solto. Enquanto a Polícia prende, as leis são frouxas. É preciso rever as leis desse país para não permitir que criminosos presos voltem para as ruas e cometam este tipo de crime", comentou o governador.

O chefe do executivo estadual prometeu marcar uma reunião com a bancada dos deputados federais do Estado para sugerir que apresentem mudanças "mais rigorosas" no Código Penal, na Câmara Federal. "Para não acontecer o que tem acontecido. A Polícia prende, a Justiça condena, mas temos leis frouxas que estimulam a impunidade. Enquanto o Brasil está vivendo esse momento absurdo politicamente, nós deveríamos estar preocupados com as questões do dia a dia do povo brasileiro, que é segurança, saúde, educação. Acho que é a pauta que o povo quer para melhorar a vida das pessoas", disse Santana.
Assim como nesta quarta-feira, 6, quando respondeu à ameaça de bomba, Camilo voltou a adotar uma posição firme em combate à criminalidade. "Esse é um tema que precisamos rever para combater a criminalidade. Nós não vamos arredar o pé, nem recuar um milímetro para combater o crime no Estado", completou.
Redação O POVO Online

Nenhum comentário:

Reriutaba Notícias.com - Direitos reservados. Tecnologia do Blogger.