sexta-feira, 3 de março de 2017

APÓS ALERTA DE TEMPESTADE, METEOROLOGISTAS EXPLICAM QUE NÃO HÁ MOTIVOS PARA PÂNICO

A Funceme lembra que março é o mês de média pluviométrica mais elevada no Ceará, ou seja, passível de chuvas intensas.

Foto: André Costa/DN

Órgãos nacionais de meteorologia divulgaram, na tarde desta quinta-feira (2), um alerta de chuvas intensas em algumas regiões do Ceará, com possibilidade de rajadas fortes de vento, raios e trovões durante esta sexta-feira (3). O referido alerta passa corretamente uma preocupação para as equipes de Defesa Civil e população.
Entretanto, a Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos  (Funceme) considera necessário explicar que apesar de existir essa tendência de precipitações entre moderadas e intensas, não há motivos para pânico. 
Os meteorologistas do órgão esclarecem que as chuvas previstas deverão ocorrer como normalmente se observa durante a quadra chuvosa no Ceará, quando há nuvens mais desenvolvidas, consequência da atuação direta da Zona de Convergência Intertropical  (ZCIT).
A Funceme lembra ainda que março é o mês de média pluviométrica mais elevada no Ceará. Dessa forma, é comum serem observados eventos de chuva intensa, com rajadas fortes de vento, raios e trovões. Neste ano de 2017, algumas regiões cearenses já  receberam precipitações intensas como as previstas para esta sexta-feira.
http://diariodonordeste.verdesmares.com.br/cadernos/cidade/online/apos-alerta-de-tempestade-meteorologistas-explicam-que-nao-ha-motivos-para-panico-1.1714175

Fonte: Diário do Nordeste

Nenhum comentário: