terça-feira, 30 de maio de 2017

Camilo defende nome de Tasso Jereissati para Presidente da República em caso de eleição indireta

Em entrevista coletiva, o governador do Ceará Camilo Santana (PT) falou sobre a atual situação política do Brasil. “Foram 2 anos e meio ano de recessão econômica, uma das maiores da história desse país e estamos em uma instabilidade muito grande”.
Sobre uma possível eleição indireta, caso o atual presidente da República Michel Temer saia do cargo, Camilo Santana defende o nome do senador Tasso Jereissati (PSDB) como o nome para assumir a presidência do Brasil.
“Precisamos respeitar a Carga Magna, a Constituição Brasileira, portanto quem vai decidir é o Congresso Nacional, e eu disse que, em caso de eleições indiretas, o nome que representa, com muita seriedade, é o nome do senador Tasso Jereissati, aliás o que seria muito bom para o estado do Ceará também”, disse.
Após os escândalos envolvendo o presidente da República, o senador Tasso Jereissati (PSDB) afirmou, em coletiva de imprensa, logo após as denúncias, que os trabalhos no Senado Federal continuam e não serão afetados pelos acontecimentos políticos recentes, se referindo à acusação ao presidente Michel Temer (PMDB).
“Diante de vários rumores, o nosso trabalho na CAE [Comissão de Assuntos Econômicos] e no Senado é normal. O nosso compromisso é com o País. Mostrar que estamos trabalhando normalmente e que os acontecimentos políticos independem do nosso trabalho aqui. O Brasil depende de que nós continuemos a trabalhar”, disse.
O senador e ex-governador do Ceará Tasso Jereissati assumiu a presidência interina do partido após o senador Aécio Neves apresentar pedido de licenciamento do cargo.



Tribuna do Ceará

Nenhum comentário: